Último post pelo Blogger

28 de April de 2010 - Fernando Roberto

Olá cambada! Puts, eu já estava com saudade de postar alguma coisa. Pena este ser mais um daqueles chatos posts Off-Topic. O que posso fazer? É o que temos para o momento.

Hoje pela manhã recebi um mais um e-mail de aviso do Blogger dizendo que o suporte à publicação via FTP estão com os dias contatos. Como este recurso é utilizado por menos de 5% dos seus usuários, resolveram dar fim à ele. Mas essa não foi a principal razão pela qual eu decidi deixar de postar pelo Blogger para usar o WordPress. Eu já vinha ensaiando essa transição há pelo menos dois anos. A faculdade e outras desculpinhas esfarrapadas não me deixavam pôr essa idéia em prática. Alguns leitores já vinham reclamando da falta de um índice geral e da separação dos posts em categorias, coisas que o WordPress faz com uma mão nas costas.

Como um web designer, eu sou um excelente desenvolvedor de drivers, e eu já tinha ouvido falar que o WordPress usava PHP e MySQL, assuntos os quais eu não tenho a menor intimidade. Inicialmente contei com a ajuda do meu irmão que já possuia um blog pelo WordPress, mas assim como eu, ele também tinha faculdade e outras prioridades. Por um tempo eu contratei os serviços de um web designer que colocava em prática as minhas ídéias com relação ao novo layout, mas por fim ele se envolveu com algo maior e fiquei na mão novamente.

A idéia de migrar o blog persistia, mas a preguiça, a falta de tempo e de domínio de HTML e CSS me fizeram ir empurrando esse problema com a barriga. Cheguei até a ler o guia o oficial da famosa série “Preciso aprender isso de qualquer jeito”, o livro “WordPress for Dummies”. Pra quem está acostumado a ler livros de assuntos um tanto mais cabeludos, as mais de 380 páginas do livro foram como um passeio no parque. O mais surpreendente pra mim foi descobrir que o WordPress é uma ferramenta que não requer prática nem tampouco habilidade, e isso incluia as habilidades de PHP e MySQL que eu não tenho. Uma ferramenta poderosa, flexível e simples. A parte desagradável dessa história é que tudo que o livro falou sobre HTML e CSS é que ele não falava a respeito.

Até aqui excelente. Os 68 posts poderiam ser migrados mas o layout ainda foi o meu carma. Outras tentativas de encontrar alguém disposto a fazer o design pra mim me mostrou que estou no emprego errado. Esse negócio de desenvolver drivers não está com nada. Pra ganhar dinheiro mesmo o negócio é fazer Web Design.

Há uns três meses, quando recebi o primeiro aviso do Blogger sobre o fim do suporte ao FTP foi o momento “Agora ou nunca”. Minha faculdade não me servia mais de desculpa e aos poucos fui colocando a mão na massa. Depois de muito trabalho manual de migrar cada post e cada comentário, veio o layout. Graças ao site W3Schools, às aulas particulares de Photohop do meu irmão e à ajuda de alguns amigos, essa semana consegui publicar o novo blog. Ainda faltam muitas coisas. A página “About Me” ainda não tem nada about me. A página de treinamentos, que vai falar sobre os cursos que ofereço ainda fala exatamente isso: “Essa página vai falar sobre os cursos que ofereço”. Ainda estou instalando alguns plug-ins que vão ajudar em uma coisa aqui e outra ali. Mas o fato é que há dois dias do prazo final do suporte ao FTP, o novo blog já está no ar.

Esse post foi o último a ser contruído no Blogger com o objetivo principal de avisar àqueles que seguem o RSS original de que o endereço agora mudou. O novo RSS será provido em um novo endereço.

Eu não poderia terminar esse post sem agraceder às pessoas que tiveram a paciência de me aturar com testes e dúvidas sobre HTML, CSS e sei-lá mais o que. Um muito obrigado aos meus amigos Lesma, Thiago Oliveira, Thiago Brito, meu irmão Kabloc, Willam, Francisco, à minha esposa Magda que migrou todos os comentários e a todos os outros que não me lembro agora (eu perturbei muita gente).

Se você não conhecia o blog antigo, aqui estão as páginas do velho aposentado.
Valeu!

10 Responses to “Último post pelo Blogger”

  1. Parabéns, Sr. Ferdinando! Espero que sua nova carreira de web designer deslanche assim como a de kernel develop. Quem sabe no futuro não teremos como melhorar o leiaute das telas azuis com o uso de um CSS e HMTL5? Torçamos para isso =)

    []s

  2. Diego Alcântara says:

    Olá!

    Bem melhor agora, hein?!

    Se precisar de alguma ajuda com o WordPress, é só falar, tenho uma boa experiência com ele.
    Meu email aparece para você, só olhar no gerenciador de comentários.

    Abraços

  3. Renato Augusto says:

    Boa Tarde Fernando,

    muito bom essa sua migração, wordpress hoje em dia para mim e o melhor para se manter um blog. Fernando ja venho com uma pergunta:

    E possivel obter o MacAddress na placa de Rede em Kernel Mode ? Se possivel quais Api utilizar ?

    Grande Abraço

  4. Fernando Rodrigues says:

    Ola Fernando,

    Tenho 2 dúvidas, em C eu consigo pegar a Data do Sistema, porem quando tento compilar no meu driver, nao compila. Existe alguma biblioteca especial para se trabalhar com Datas em Kernel mode ?? A outra duvida e a seguinte, a unica forma de se executar um arquivo, e adicionando o registro na chave Run e aguardar o sistema chamar o aplicativo, ou teria como por exemplo, quando ocorresse uma operação de Delete no sistema o meu Filtro chamasse um Aplicativo. Isso funcionaria ?

    • Olá Fernando,

      1) A run-time do C padrão não é implementada completamente em Kernel-Mode, apenas algumas rotinas dela são implemantadas.
      Utilize a rotina KeQuerySystemTime() para obter a hora do sistema em Kernel.

      2) Para detectar deleção de arquivos em Kernel, você pode abrir um diretório e solicitar notificações de mudanças do seu conteúdo através de IRP_MJ_DIRECTORY_CONTROL com IRP_MN_NOTIFY_CHANGE_DIRECTORY. Mas de você quiser evitar a deleção de um arquivo, então um filtro de File System é o que você precisa fazer.

      Have fun!

      • Fernando Rodrigues says:

        Certo Fernando, e quanto a parte de execução de aplicativo ? Teria alguma API para isso, ou o certo e adicionar a chave no Run. Porque se faço isso com Windows Vista as vezes nao inicia por causa do Windows Defender, e nao posso desligar o windows defender porque outras pessoas usam o computador e corre o risco de ocorrer alguma infecçao por virus.

  5. Fernando, pode ser um pouco tarde, mas vale uma olhada nesse post:

    http://nedbatchelder.com/blog/201004/converting_blogger_to_wordpress.html

    Contem dicas interessantes para migrar do blogger para o wordpress e manter todos os links antigos funcionando. Tem codigo envolvido, mas eu sei que isso nao te assusta 😉

Deixe um comentário